Missão Gospel no Google Plus

análises gospel »

01/05/2013 às 12:10 por Tiago Abreu

Análise do CD Minha Fonte do cantor Filipe Souza

'Minha Fonte' é o segundo disco da carreira do cantor Filipe Souza. O álbum foi lançado de forma independente.
Minha Fonte

Minha Fonte - Filipe Souza

tamanho do texto: A+ A-

Em 2012, o cantor independente Filipe Souza lançou o segundo trabalho de sua carreira, de título "Minha Fonte". O álbum, produzido musicalmente por Daniel Marcos, em colabração com Jordan Macedo foi gravado em Belo Horizonte, no estúdio Polo.

Curta o Missão Gospel no Facebook
Siga o Missão Gospel no Twitter

A obra, acústica, baseia-se no estilo folk pop, com letras congregacionais. A capa da obra segue a linha de projetos não conceituais, porém é agradável, contrastando a imagem do cantor com o cenário apresentado, bastante positiva.

Iniciando o disco, Tomarei Minha Cruz versa sobre renúncia. Destaque para a interpretação de Souza aliados aos toques do violão. Seguindo a proposta anterior, Tua Voz destaca-se por alguns toques de teclado e pela interpretação de Souza, enfatizando, usando comparações a força de Deus em momentos difíceis.

Em seguida, mais duas faixas do repertório, Subindo ao Monte e Minha Fonte. A primeira desta destaca pela sonoridade pop do violão e pela interpretação de Jozana Souza, esposa do cantor, o dueto do casal, e os tímidos arranjos de cordas na canção. A música-título segue a tendência congregacional das anteriores, com belos toques de teclado na introdução, que versa sobre a importância de Deus em nossas vidas, seja em todos os momentos. Ao longo, destaque para sons de violoncelos.

Acende um Fogo destoa das anteriores, porém segue numa linha aceitável, pecando, somente por ser muito longa e repetitiva. Encontrei os Teus Altares, alusiva ao Salmo 84 destaca-se pela participação especial presente. Minha Habitação, com um belo arranjo na intro segue a tendência congregacional das anteriores, sendo a mais "elétrica" do repertório, com riffs de guitarra.

As últimas canções do trabalho são Criador, num andamento mais acelerado, porém não deixando a vibe acústica. Te Conhecer é uma das faixas mais intimistas do trabalho, com bons arranjos de violão na introdução, escrita em primeira pessoa. O CD Minha Fonte termina com um Interlúdio, que soa mais como um espontâneo.

No geral, o trabalho é muito bom. Não é muito comum encontrar discos congregacionais acústicos nos lançamentos cristãos atuais, e tecnicamente Minha Fonte é um álbum de grande qualidade. O ponto negativo são algumas canções com letras muito repetitivas. De 10 pontos, creio que, diante de tudo analisado aqui mereça 7,5.

fonte: Missão Gospel

publicidade

0 Comentário
x Escrever um comentário

Deixe o seu comentário sobre este análise. Deus abençoe.

publicidade

© Copyright 2010, Missão Gospel - Portal gospel